quinta-feira, fevereiro 15, 2018

Projecto " De abandono em abandono "

Com texto de Nuno F.Santos
 Fotos:Paulo Pimenta


DEMORA

 


 Demora... está a demorar mais dias do que eu pensava. Não posso contar com o ovo no cu da galinha. O pão, o sabão para a roupa, o atum e o peixe vermelho. Demora, mas há-de vir que o homem nunca me falhou. Estará doente? O barulho da motorizada ao longe. As portas de chapa a bater sem ser com o vento. Alguém entra na calçada de cimento mas não a mora, sente-se a ânsia. É para contar a luz, afinal. Havia um tempo, ainda há um tempo, em que as boas notícias chegam pelas mãos dos outros, como se pousassem curvadas ao nível da boca, não deixando perder água da corrente, fresca e pronta a beber, mais pura do que a engarrafada. As mãos dos outros ainda têm notícias e letras. Ao meio dia dos meus 14 anos chegava-me a carta de Santiago do Cacém e a letra com os nomes de cada um a fazer desenho tombado para a direita. Atrasava-se sempre menos do que a conta do telefone e os passos eram felizes. Não é só a manifestação para deixar o posto dos correios na vila ou às portas da cidade, pois que meu tio tem dúvidas sem as lentes progressivas e com a progressão patética dos termos com que se atribuem direitos ou deveres. E a reforma da Ti 'São, terá chegado ela ao bairro por conta da reposição dos duodécimos ou o sistema central tem falhas a dar pela televisão na última hora? Quando um carteiro adoece outro o cobre, devagar, mais devagar a olhar os números dos lugares. Abrir do lado de cá, com uma chave, um mundo que só aquela caixa encerra... quem sabe o pai dos meus filhos, porque as notícias más correm depressa de mais e as boas entram lentamente, devagar. Devagar, a palavra mais delicada e repetida. Não me matem a velocidade a entrar pela fresta. Demora... está a demorar mais do que eu pensava. Haverá ainda quem me escreva... ou as palavras estão em vias de extinção?

quarta-feira, dezembro 06, 2017

Respirar | Paulo Pimenta | TEDxMatosinhos

O Fascismo (Aqui) Nunca Existiu!

O Fascismo (Aqui) Nunca Existiu! 107º criação | Teatro Art'Imagem Texto, Dramaturgia, Direção e Encenação José Leitão Assistência de Encenação Daniela Pêgo nterpretação Flávio Hamilton, Inês Marques, Luís Duarte Moreira, Patrícia Garcez e Susana Paiva Direção Técnica, Desenho de Luz e Vídeo André Rabaça Direção de Movimento Costanza Givone e Daniela Cruz Figurinos Luísa Pinto Espaço Cénico José Leitão e José Lopes Música de Pedro ´Peixe` Cardoso Fotografia Paulo Pimenta Produção Sofia Leal

quarta-feira, outubro 04, 2017

Onde é que os pássaros velhos vão morrer?




"Onde é que os pássaros velhos vão morrer? Caem do céu como pedras? Tropeçamos nos seus corpos pelas ruas? Não achas que Aquele Que Tudo Vê , o Todo-Poderoso que nos pôs neste mundo, tratou do que era preciso para nos levar"
O MINISTERIO da FELICIDADE SUPREMA Arundhati Roy

sexta-feira, setembro 29, 2017

E de Braga chega-nos este vídeo/documento. Mais um documento do nosso caminho. Obrigado a toda a equipa do Theatro Circo e à incansável produção do Teatro Nacional D. Maria II. Aos actores do TNDM II, Manuel Coelho e Paula Mora a nossa eterna amizade. E esta semana voltamos à estrada! No dia 27 de Setembro partimos para São João da Madeira e no dia 29 de Setembro apresentamos "Guia Prático Para Artistas Ocupados", inspirado em A Play of Selves de Cindy Sherman - direcção de Marco Paiva. Vai ser um prazer voltar a esta criação que construímos com o Paulo Pimenta e o colectivo Digitopia. Inspirado em A Play of Selves de Cindy Sherman Em meados dos anos 70, Cindy Sherman explorava várias manipulações da sua própria persona, experimentando maquilhagem e figurinos, para depois começar a explorar a fotografia. A Play of Selves é um conto visual constituído por uma série de 72 encenações fotográficas que a artista cria em torno de uma jovem perseguida por vários alter-egos que lutam dentro dela. Esta peça, constituída por dezenas de fotografias da artista vestida de tantas personagens quanto de poses, foi oferecida pela BoCA ao encenador Marco Paiva para que servisse de inspiração à criação de um novo espectáculo do colectivo Crinabel Teatro. O projecto Crinabel Teatro é um projecto pioneiro no nosso país para o qual colaboram regularmente artistas e dramaturgos diferentes sob a direcção de Marco Paiva. Em Guia Prático para Artistas Ocupados , os criadores, juntamente com 13 intérpretes, desafiam a fronteira entre a ficção e a realidade, tentando encontrar, entre o universo criativo da fotógrafa Cindy Sherman e o deles, uma possibilidade de alterar formas e conteúdos paradigmáticos, colocando em causa os sentidos absolutos.















sexta-feira, setembro 15, 2017

A começar num universo vazio

Uma imagem Solidária

A iniciativa "Uma Imagem Solidária" partiu de uma ideia do fotojornalista António Cotrim, que tem por objetivo apoiar os bombeiros do nosso país. "Uma Imagem Solidária" consiste na doação uma fotografia em troca de uma contribuição monetária feita pelo público, e que reverte exclusivamente para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Castanheira de Pêra. Decorreu ontem no MIRA FORUM mas hoje ainda podem adquirir imagens.
















quinta-feira, maio 25, 2017

O Filho Pródigio
De Luísa Pinto 
Fotos de Paulo Pimenta 
No Mira Forum 
"Num antigo armazém de pedra, despido de qualquer artifício de cenografia, os actores do mundo de cá de fora e os actores das duas prisões de Santa Cruz do Bispo não se distinguem. Num palco que pouco eleva o olhar, cabem mesas rodeadas de cadeiras, um balcão de bebidas, guitarras e rua. Também lá cabem dois filhos e dois pais, que pisam o mesmo palco, mas hemisférios diferentes."
Beatriz Silva Pinto 




















Ver o trabalho completo no Jornal Público com texto de Beatriz Silva Pinto e fotos de Adriano Miranda