segunda-feira, novembro 14, 2011

# Estiveste alguma vez apaixonado? #

1
2
3
4
5
6
7
“ Estiveste alguma vez apaixonado?É horrível, não é? Fica-se tão vulnerável?Ficas com o peito e o coração abertos e outra pessoa pode entrar dentro de ti e resolver-te por dentro. Constróis todas essas defesas, constóis uma armadura que te cobre de alto a baixo para que ninguém te possa ferir, e depois uma pessoa estúpida, igual a qualquer outra pessoa estúpida, atravessa-se na tua vida...Dás-lhe um bocado de ti. Não to pediram. Fizeram um dia uma estúpidez qualquer, como beijar-te ou sorrir-te, e a tua vida deixou daí em diante de ser tua. O amor faz reféns.Entra dentro de ti.Come-te e deixa-te a chorar no escuro, e é assim que uma simples frase do tipo «talvez devêssemos ser só amigos» se transforma num estilhaço de vidro que te vai direito ao coração.Dói. Não é só na imaginação. Não é só mental.É uma dor da alma, uma dor real que te invade e te rasga e te parte. Odeio o amor.”
Violência
Slavoj Žižek

4 comentários:

Efigénia Vasconcelos disse...

Somos mendigos de uma coisa que temos em abundância dentro de nós. Ainda não aprendemos que o amor que reivindicamos é o mesmo que precisamos dar, por que tudo começa em nós. Estamos sempre esperando que o outro tome a iniciativa.
Queres amor? Dá amor!

Paulo Pimenta disse...

TEMOS QUE DAR TODOS...

Maria disse...

E quem diz amor, diz muitas outras coisas. Que é como quem diz que, por vezes,recebemos o que damos de um modo ou de outro. E nem sempre é amor. Como dirias, Paulinho: peace!

Maria disse...

E depois flanei um pouquinho e fui dar à minha amiga Leonor e: http://www.facebook.com/notes/kabbalah-centre-brasil/sintonia-semanal-tudo-que-precisamos-%C3%A9-de-amor/297768706911493

Lê, Paulo. Beijo.